publicações

Inauguração da sala de leitura Eneida de Moraes | Arte: Washington/FAP

Sala de leitura com publicações da FAP será inaugurada em Belém (PA)

João Vítor*, com edição do coordenador de Audiovisual, João Rodrigues

Com acervo de publicações da Fundação Astrojildo Pereira (FAP), sediada em Brasília, a Sala de Leitura Eneida de Moraes será inaugurada em Belém (PA) nesta quinta-feira (4/8), a partir das 11h e 30min, na Federação das Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apaes) do estado.

O evento é organizado pela diretora executiva da FAP, professora Jane Monteiro Neves, com colaboração do partido Cidadania 23. O evento será divido em três partes. No período matutino, a sala, que leva o nome da autora de História do carnaval carioca, será aberta aos filiados do partido e ao público.

O diretor-geral da FAP, o sociólogo Caetano Araújo, diz que a importância da inauguração do espaço está em fomentar a leitura. “Terá um acervo de publicações originais da fundação que preservam a memória do Partido Comunista Brasileiro (PCB)”, afirma. O Partidão completou 100 anos em 2022.

À tarde, em Belém, a revista Política Democrática nº 58, Impactos da Pandemia no SUS, será lançada para o estado e estará presente na Sala de Leitura Eneida de Moraes. O Sistema Único de Saúde (SUS) sustentou a população no combate contra à covid-19 e pode ter papel importante no enfrentamento da varíola dos macacos”, diz Araújo.

À noite, será a vez do livro Os nove de 22, de Ivan Alves Filho, ser debatido. “O livro de Ivan mostra muito bem o peso do partido, que teve seu início na clandestinidade, na cultura. Grandes artistas foram influenciados por militantes do PCB”, analisa o diretor-geral da FAP.

Também confirmaram participação no evento Eleanor Gomes Palhano, secretária geral do Cidadania; o presidente do Cidadania no Pará, Arnaldo Jordy; o presidente municipal do Cidadania de Belém, Emanoel O’ de Almeida; o deputado estadual do partido Thiago Araújo e Rosângela Mota, ex-presidente municipal do partido municipal de Castanhal no Pará.

Serviço:

Inauguração da Sala de Leitura Eneida de Moraes

Local: Travessa Apinagés, 212. Entre Tamoios e Mundurucus, Bairro Batista Campos,
Belém/PA - CEP:66025-080

Data: 4 de agosto (quinta-feira)

Horário: 11h30

Realização: Cidadania 23 em parceria com a Fundação Astrojildo Pereira (FAP).

*Integrante do programa de estágio da FAP, sob supervisão da Coordenação de Publicações


100 anos do Partido Comunista Brasileiro (PCB)

Confira vídeos, podcasts, textos, publicações e especiais sobre o Partido Comunista Brasileiro (PCB)

João Rodrigues, da equipe da FAP

1922 é um ano emblemático da modernidade brasileira, nas artes e na política. Acontece a Semana de Arte Moderna, nasce o Partido Comunista. Quase sempre ilegal, o PCB cumpriu uma trajetória marcante e talvez tenha sido a grande escola da nossa política. Vídeos e depoimentos aqui recolhidos jogam luz sobre este agrupamento singularíssimo do século 20 entre nós.

Está página foi criada para agrupar os diversos eventos que ocorreram e ocorrerão para celebrar o centenário do Partido Comunista Brasileiro (PCB). Aqui, você encontra todas atividades do grupo "100 anos do PCB", idealizado pela Fundação Astrojildo Pereira (FAP) no segundo semestre 2020. Além disso, há sugestões de livros, filmes, podcast e outros arquivos relacionados ao Partidão.





26/03/2021
Podcast sobre a história do PCB com o jornalista Luiz Carlos Azedo




Astrojildo Pereira e os centenários da Semana de Arte Moderna e do PCB
Finalmente, as obras do Astrojildo Pereira serão lançadas neste ano de 2022 pela Editora Boitempo, com apoio da Fundação Astrojildo Pereira.

Seminário internacional destaca os 100 anos do Partido Comunista Brasileiro
Em comemoração aos 100 anos do Partido Comunista Brasileiro (PCB)

Sérgio Besserman: Narrativa do comunismo caiu com o Muro de Berlim
Economista mediou debate em pré-celebração ao centenário do PCB, no dia 29 de julho

‘Passado maldito está presente no governo Bolsonaro’, diz Luiz Werneck Vianna
Doutor em Sociologia pela USP e presidente de honra da FAP, cientista social defende construção de ampla frente democrática para “derrubar” o presidente

‘Lutar pelo SUS é a tarefa imediata da esquerda democrática’, diz Luiz Sérgio Henriques
Ensaísta é um dos organizadores do lançamento da série de debates on-line sobre o centenário do PCB, a partir das 19h desta quinta-feira (25/3)

Lição de 1964 marca luta do PCB por ampla frente democrática no país

Especialistas começam a discutir centenário do partido, celebrado em março de 2022, em série de webinars da Fundação Astrojildo Pereira que será lançada no próximo dia 25/3

SÉRIE DE REPORTAGENS "NADA CONSTA" - METRÓPOLES


Livros referentes ao Partido Comunista Brasileiro (PCB)
ACERVO DA BIBLIOTECA SALOMÃO MALINA

  • (Clique nas setas do visualizador abaixo para navegar entre as páginas ou clique aqui para abrir o pdf em uma nova janela do navegador):
    • (Para aumentar ou diminuir a visualização do pdf, clique na ferramenta zoom: símbolos + e )


CLIQUE NAS IMAGENS PARA ACESSAR OS ESPECIAIS






PPS e a FAP (Fundação Astrojildo Pereira) lançam o livro Conferência Nacional Sobre as Cidades

O PPS e a FAP (Fundação Astrojildo Pereira) lançaram o livro Conferência Nacional Sobre as Cidades, publicação que reúne o resultado dos debates realizados no encontro realizado em Vitória (ES) no mês de março deste ano. A publicação reúne sugestões sobre temas relevantes às gestões públicas como saúde, educação, finanças públicas, mobilidade urbana, cultura, segurança e governança democrática.

Conforme afirma na apresentação o presidente da Fundação, Alberto Aggio, o livro é composto de textos elaborados coletivamente nas reuniões preparatórias para o evento, assim como a sua rediscussão nas sessões realizadas no encontro.

“Os conteúdos se reportam a questões políticas tanto de caráter estrutural quanto conjuntural, mas particularmente a problemas de natureza conceitual, notadamente aqueles que tenham relação com a proposta de governança democrática, o eixo-político que orientou a Conferência”, afirmou Aggio.

Para adquirir um exemplar, entre em contato com a FAP:

Fundação Astrojildo Pereira
SEPN 509, Bloco D, Lojas 27/28, Edifício Isis – 70750-504
Fone: (61) 3011-9300
Email: fundacaoastrojildo@gmail.com


Livro: Conferência Nacional sobre as Cidades

O livro da Conferência Nacional Sobre as Cidades, reúne sugestões sobre os temas mais relevantes às gestões públicas. Saúde, educação, finanças públicas, mobilidade urbana, cultura, segurança e governança democrática.

Quer um exemplar?
Fale conosco.


Fundação Astrojildo Pereira
SEPN 509, Bloco D, Lojas 27/28, Edifício Isis – 70750-504
Fone: (61) 3011-9300 Fax: (61) 3226-9756
Email: fundacaoastrojildo@gmail.com


TVFAP.net acompanha debate sobre livro de Mario Schenberg na Unesp

A TVFAP.net acompanhou um debate promovido na Unesp, no centro de São Paulo, sobre o livro "Mario Schenberg: o cientista e o político", escrito por Dina Lida Kinoshita e editado pela Fundação Astrojildo Pereira (FAP). Assista.

Como afirma o professor Silvio Salinas na sua apresentação, esta obra é a biografia política de um militante notável, intelectual que se manteve fiel às perspectivas socialistas desde a sua juventude, e que foi também um dos grandes cientistas brasileiros. Foi um dos fundadores da "física moderna" no Brasil e manteve uma produção científica respeitadíssima no Brasil e no exterior.

O livro e o debate apresentam Mario Schenberg (1914 - 1990) como um homem de partido, participante ativo das lutas democráticas no país, mas também um militante muito especial, pois foi um daqueles intelectuais de formação e interesse amplos, herdeiros do Renascimento e do Iluminismo, que fazem muita falta na cultura especializada do Brasil contemporâneo. Marxista heterodoxo e anti-stalinista, muito antes da morte de Stalin e do 20º Congresso do Partido Comunista da União Soviética, sempre pertenceu à "alma civilista", institucional, parlamentar e democrática do comunismo brasileiro.

Sempre foi um defensor da pesquisa científica universitária, do desenvolvimento tecnológico nacional e da educação de qualidade. Além de físico teórico de trânsito internacional, com trabalhos de pesquisa científica admirado pelos seus pares, foi colecionador e crítico de arte, contribuindo para a carreira de diversos artistas brasileiros. Este livro preenche uma lacuna importante, trazendo ao público mais jovem a visão política de um dos nossos grandes cientistas.
Com este desafio de manter viva a memória de Mario Schenberg e debater a importância da sua atuação política, reuniram-se para este evento promovido pela Unesp, na Praça da Sé, em São Paulo:
Dina Lida Kinoshita – Bacharel, Mestre e Doutora em Física pela USP, possui especialização em Problemas Globais pelo Instituto de Ciências Sociais (atual Fundação Gorbachev, em Moscou). É Profa. Dra. aposentada do Instituto de Física da USP e membro do Conselho de Redação da Revista Política Democrática; do Conselho da Cátedra Unesco de Educação para a Paz, Direitos Humanos, Democracia e Tolerância (IEA/USP) e da Executiva Internacional da Associação Internacional dos Educadores para a Paz.

Silvio R. A. Salinas – Bacharel em Física e Professor Titular aposentado, ambos no Instituto de Física da USP. Doutor em Física pela Carnegie-Mellon University, Pittsburgh/EUA. Publicou artigos científicos e livros na área de física estatística, principalmente sobre propriedades de modelos estatísticos para transições de fase em sistemas de interesse físico.

Alberto Aggio - Graduado em História, Mestre e Doutor em História Social, todos pela USP. Professor Titular aposentado da Unesp, campus de Franca. Atuou como professor visitante na Universidade de Valencia (Espanha) e na Universidade Roma (Itália), onde realizou Pós-Doutorado. Atua na área de História Política, com ênfase em história política da América Latina contemporânea, cultura política e democracia, intelectuais e pensamento político. É autor de "Um lugar no mundo: estudos de história política latino-americana" (FAP/Contraponto, 2015).