Antonio Barbosa

Entenda liberalismo igualitário e progressista em aula da Jornada da Cidadania

Curso de formação política da FAP está disponível para alunos cadastrados em plataforma EAD

Cleomar Almeida, assessor de comunicação da FAP

Liberalismo igualitário e progressista e a distinção de direita e esquerda para além dos muros que limitam as duas vertentes a partidos políticos são os destaques da oitava aula da Jornada da Cidadania. O novo pacote de conteúdo está disponível, a partir desta quarta-feira (1), na plataforma de educação a distância totalmente online, interativa e com acesso gratuito para alunos cadastrados no curso de formação política realizado pela FAP (Fundação Astrojildo Pereira), sediada em Brasília.

Na nova aula da Jornada da Cidadania, o historiador Victor Missiato, doutor em história pela Unesp (Universidade Estadual Paulista), apresenta um panorama do liberalismo político como sistema de pensamento que objetiva relacionar o tema amplo de justiça com equidade. O princípio básico é a vivência em sociedade democrática e livre. É um exercício filosófico que busca relacionar os valores da liberdade e da igualdade para a prática da cidadania.

“O liberalismo sempre foi enfatizado como corrente de pensamento que prioriza liberdade em detrimento de igualdade. Em termos, isso é verdade. Basta ver que, no século 19, liberalismo e escravidão não eram formas antagônicas”, afirma Victor, na videoaula da Jornada da Cidadania.

No entanto, conforme explica o professor, a tradição liberal, ao longo do tempo, se desenvolveu e levou à transformação da corrente liberal. “Se, no século 18, no início do liberalismo, havia um relação entre liberalismo e identidade e propriedade, o que não se perdeu ao longo do tempo, a partir do século 19 e início do século 20, há transformação”, apresenta ele, na videoaula disponível na plataforma de educação a distância.

No novo pacote de aula, a Jornada da Cidadania também disponibiliza aos alunos um vídeo do professor da UnB (Universidade de Brasília) Antônio Barbosa, em que ele explica a importância de como contar história. Em seguida, o sociólogo Caetano Araújo, também professor da UnB e diretor executivo da FAP, destaca a relevância de ser ético na política, citando casos de financiamento de campanhas no Brasil. Depois, a jornalista Jordana Saldanha, especialista em marketing digital, apresenta aos alunos estratégias de como usar o Instagram.

Antes de responderem à prova da aula e à pesquisa de satisfação, os alunos deverão ouvir o podcast sobre a formação ideológica dos bacharéis em Direito que formaram a elite política brasileira e ler o texto “A concepção de justiça de John Rawls”, disponível na plataforma.

Didática do curso
No total, o curso tem 36 horas de duração, distribuídas ao longo de 14 semanas. De acordo com o coordenador da Jornada da Cidadania, o advogado Marco Marrafon, o objetivo é formar e capacitar cidadãos acerca de conteúdos relevantes à política, além de fornecer bases fundamentais para possíveis candidatos que pretendem disputar as eleições municipais deste ano.

O conteúdo programático da Jornada da Cidadania está dividido em cinco pilares: ética e integridade na ação política; comunicação eficaz; fundamentos de teoria política e democracia; comunicação eficaz e casos de sucesso. Sempre às quartas-feiras, a plataforma disponibiliza novo pacote de aula multimídia. Dessa forma, o aluno pode se organizar ao longo da semana para aproveitar todos os conteúdos de cada aula.

Leia mais:
»Marco Marrafon: CF estabelece cooperação federativa para superar crise do coronavírus

» Comunismo e social-democracia têm ponto em comum? Veja Jornada da Cidadania

» O que é liberalismo econômico? Jornada da Cidadania explica corrente em nova aula

» Como ser um líder de sucesso? Veja nova aula multimídia da Jornada da Cidadania

» Nova aula do curso Jornada da Cidadania aborda política como vocação


Como ser um líder de sucesso? Veja nova aula multimídia da Jornada da Cidadania

Time de especialistas no assunto dá dicas valiosas sobre liderança e estratégias de mobilização

Cleomar Almeida, assessor de comunicação da FAP

A busca por grandes líderes tem aumentado cada vez mais na sociedade, principalmente no meio político e no mercado de trabalho. De olho nessa demanda crescente, o curso de formação política Jornada da Cidadania, realizado pela FAP (Fundação Astrojildo Pereira), abordará, a partir desta quarta-feira (11), o tema liderança e estratégias de mobilização. É a quinta aula multimídia disponibilizada aos alunos cadastrados na plataforma de educação a distância.

Com acesso gratuito, online e totalmente interativo, a Jornada da Cidadania vai explicar, nesta semana, as premissas teóricas da abordagem comportamental da liderança e quais são os comportamentos a serem praticados e desenvolvidos para ser um líder de sucesso. O curso é coordenado pelo professor Marco Aurélio Marrafon.

Liderança pode ser aprendida?
Na principal videoaula, o professor Renato Diniz, diretor de treino e desenvolvimento da empresa Ideias Radicais, mostra como a liderança pode ser aprendida, praticada e desenvolvida. Ele também observa, ao longo de sua aula, como e porque o perfil do liderado deve ser considerado.

O estudo acadêmico de liderança, de acordo com Diniz, começou entre os anos 1910 e 1920. No início, um postulado atribuía a ideia de ser líder a um conjunto de características pessoais. No entanto, de lá para cá, muito estudos foram desenvolvidos e chegaram a diferentes conclusões.

O pacote de conteúdos da quinta aula também mostra, em outro vídeo, uma análise sobre como lidar com fake News. A explicação é do historiador Antonio Barbosa, professor de História Contemporânea da UnB (Universidade de Brasília) há quase 50 anos em sala de aula. Além disso, a deputada federal Paula Belmonte (Cidadania-DF) dá detalhes importantes sobre fiscalização e controle social. Já o dirigente nacional do Cidadania Regis Cavalcante explica as atribuições e competências dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário.

Para finalizar a aula, os alunos terão de ouvir um podcast e ler o artigo “Revisitando a perspectiva de James MacGregor Burns: qual é a ideia por trás do conceito de liderança transformacional?”, produzido pelo mestre em administração Pedro Alessandro Calaça e pelo doutor em administração de empresas Fabio Vizeu. Os alunos também deverão assistir a um filme relacionado ao tema da aula, antes de responderem ao questionário sobre o conteúdo e à pesquisa de satisfação.

Didática do curso
No total, o curso tem 36 horas de duração, distribuídas ao longo de 14 semanas. De acordo com o coordenador, o objetivo é formar e capacitar cidadãos acerca de conteúdos relevantes à política, além de fornecer bases fundamentais para possíveis candidatos que pretendem disputar as eleições municipais deste ano.

O conteúdo programático da Jornada da Cidadania está dividido em cinco pilares: ética e integridade na ação política; comunicação eficaz; fundamentos de teoria política e democracia; comunicação eficaz e casos de sucesso. Sempre às quartas-feiras, a plataforma vai disponibilizar nova aula com novo tema. Dessa forma, o aluno poderá se organizar ao longo da semana para aproveitar todos os conteúdos de cada aula.