Retrospectiva FAP 2018

Share on email
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
WhatsApp Image 2018-12-19 at 11.50.09

 

Em 2019, o objetivo é promover mais ações de formação política, inclusive, com o III Encontro de Jovens Lideranças

2018 foi um ano que, futuramente, será objeto de destacada atenção dos círculos historiográficos voltados ao estudo da história política e econômica brasileira, não somente pelo fato em si da eleição presidencial, que encerrou um ciclo de protagonismo polarizado entre PSDB e PT, elegendo o conservador candidato do PSL, Jair Bolsonaro, mas também por todo o contexto político, econômico e social que condicionou a disputa eleitoral, dominada pela radicalização política que tomou conta do debate, substituindo a proposição concreta de projetos para o país.

Foi no âmbito desta complexa realidade que a Fundação Astrojildo Pereira (FAP) fortaleceu seu papel de interlocutora com a sociedade, desenvolvendo um conjunto de ações de caráter político e cultural buscando estimular o debate democrático por meio do seu Portal, da TV FAP e da sua linha editorial que contemplou o lançamento de importantes publicações voltadas para o desenvolvimento de um pensamento crítico referenciado por abordagens que ressaltam posições teóricas situadas no âmbito de visão da esquerda democrática.

Entre as ações de destaque estão os seminários realizados, no início do ano, no Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília, com importantes nomes da intelectualidade e política brasileira, nos quais foram debatidos temas socioeconômicos essenciais ao país e que serviram de base documental para a Conferência Nacional PPS/FAP A Nova Agenda do Brasil. Além disso, tivemos o o lançamento da nova revista Política Democrática Online, que tem periodicidade mensal, abordando temas significativos da conjuntura política, econômica e cultural. Também relevante foi a continuidade do Encontro de Jovens Lideranças, que teve início em 2017, e que já em Janeiro de 2019 terá sua terceira edição. Adiante, uma descrição sumária das nossas realizações em 2018.

A Direção
Fundação Astrojildo Pereira (FAP)

 


 

Principais acontecimentos da FAP – 2018

 


» Janeiro
A última ação da FAP em 2017 havia sido o lançamento do livro “Brasil, Brasileiros. Por Que Somos Assim?” organizado e publicado pela FAP e pela Verbena Editora, em São Paulo, na Fundação FHC. Para dar continuidade a grande repercussão do compilado de artigos de diversos intelectuais que procuram entender a complexa história brasileira, a FAP promoveu o lançamento do livro também em Brasília. O evento foi antecedido por um debate e sessão de autógrafos com dois dos três organizadores da coletânea: o senador Cristovam Buarque (PPS-DF) e Francisco Almeida. O professor de História (Universidade de Brasília – UnB), Antônio José Barbosa completou a mesa.

 


 

» Fevereiro
Com objetivo de formalizar um documento que serviria de base para as discussões da Conferência Nacional PPS/FAP – A Nova Agenda do Brasil, a Fundação realizou três seminários, no Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília, abordando temas imprescindíveis no cenário político nacional. O primeiro seminário foi realizado no Rio de Janeiro e a temática foi “Novo pacto entre o Estado e a sociedade brasileira”. A mesa foi composta pela socióloga, Maria Alice Rezende de Carvalho; pelo também sociólogo, Caetano Araújo; pelo presidente nacional do PPS, Roberto Freire; e pelo economista Sergio Buarque.

A FAP também iniciou uma série de entrevistas aos domingos, denominada FAP Entrevista, com políticos e intelectuais para discorrer sobre as eleições 2018. Um dos entrevistados foi o jornalista Fernando Gabeira.

 


 

» Março
Este mês foi bastante agitado para a Fundação, com a realização de diversos eventos. Para iniciar deu-se continuidade aos seminários preparatórios para a Conferência Nacional. O segundo deles foi “O Brasil em um mundo em transformação”, em São Paulo, que teve a mesa formada pelo economista Nelson Tavares Filho, em conjunto com o secretário executivo do evento, André Amado; o embaixador Ronaldo Costa Filho (Subsecretário de Assuntos Econômicos e Comerciais do Itamaraty) e Luiz Paulo Vellozo Lucas, engenheiro e político brasileiro.

Posteriormente foi a vez de Brasília receber o último seminário do ciclo planejado, com o tema “Desenvolvimento Sustentável e Inclusão Social”. Compuseram a mesa a economista Maria Amélia Enriquez; o historiador Alberto Aggio, o economista Felipe Salto e o secretário executivo do evento, André Amado.

No fim do mês, novamente em São Paulo, a FAP fez a reunião do Conselho Curador, na qual foram aprovadas as contas do ano de 2017 e na sequência iniciou-se a Conferência Nacional A Nova Agenda do Brasil, organização PPS/FAP, fechando um ciclo de três seminários temáticos que apresentaram um conjunto de propostas que embasaram o documento político do 19º Congresso Nacional do PPS.

» Confira o relatório final do evento: http://www.fundacaoastrojildo.com.br/2015/2018/04/11/relatorio-da-conferencia-nacional-nova-agenda-do-brasil/

 


 


» Abril

A FAP apresentou os relatórios sobre os três seminários que antecederam a Conferência Nacional. Além disso, visando à formação política voltada para análise dos aspectos legais, envolvendo as eleições de 2018, a fundação também promoveu, em Brasília, o curso A Nova Legislação Eleitoral Brasileira. As aulas foram lecionadas pelos professores Caetano Araújo, consultor legislativo do Senado Federal; Renato Campos Galuppo, advogado eleitoral; e Arlindo Fernandes de Oliveira, consultor legislativo do Senado Federal.

 


 

» Maio
Depois de ter palestrado no Encontro de Jovens, em 2017, falando sobre a violência contra as mulheres, a atriz e cineasta Naura Schnaider realizou outra parceria com a FAP. Participando da peça teatral Três Casamentos e Uma História, no Rio de Janeiro, a atriz intermediou uma parceria entre a FAP e a produtora da peça, na qual a pessoa interessada no evento e que entrasse em contato com a fundação teria ingressos com descontos.

Para encerrar, a FAP apoiou o “Vem pra Roda” que debateu os 130 anos da abolição da escravidão, no Rio de Janeiro.

»Relatório final sobre a Conferência Nacional “A Nova Agenda do Brasil” é apresentado: http://www.fundacaoastrojildo.com.br/2015/2018/04/11/relatorio-da-conferencia-nacional-nova-agenda-do-brasil/

 


 

» Junho
No mês da Copa do Mundo da Rússia, a FAP lançou em seu portal a coluna Moscou Não Crê em Lágrimas, um conjunto de artigos que analisava as partidas da Copa que teve a França como vencedora.

Somado a isso, a FAP continuou com as publicações de livros. “Itinerários para uma esquerda democrática”, de Alberto Aggio, foi lançado em São Paulo precedido de um debate com a presença dos professores Rogério Baptistini, sociólogo; o historiador Vinicius Muller; e do próprio autor do livro, Alberto Aggio.

O livro percorre os principais temas que perpassaram a realidade brasileira nos últimos anos. Do processo de modernização vivido pelo país no último século aos governos de Lula e Dilma Rousseff, passando pelas manifestações populares de insatisfação com a política tradicional.

Para completar o “mês do futebol”, a FAP participou da 34° Feira do Livro de Brasília, realizou o workshop Legislação Eleitoral, em Belém, e fez a cobertura do Ato do Polo Democrático e Reformista, em São Paulo, com a presença do presidente nacional do PPS, Roberto Freire.

 


 

» Julho
Com a campanha eleitoral que se aproximava, os debates políticos se acirravam. Mediante este cenário, o Ato do Polo Democrático Reformista chegou no Rio de Janeiro com a presença de nomes ilustres, como Luiz Werneck Vianna e Roberto Freire. A FAP esteve na cidade carioca para cobertura do evento e aproveitou a oportunidade para cobrir o lançamento de uma coletânea de entrevistas, Diálogos gramscianos, sobre o Brasil atual, do cientista social Luiz Werneck Vianna, em uma parceria da FAP com a Editora Verbena.

Em uma sociedade caracterizada pelo avanço tecnológico que, cada vez mais altera o mercado de trabalho e a maneira das pessoas se relacionarem, a FAP promoveu o seminário “Bauman e o mal-estar da nossa sociedade”, que abordou toda essa temática por meio das ideias do filósofo polonês. A mesa foi composta pelo jornalista Sionei Ricardo Leão; a presidente da ACIB, Tamara Socolik; Paola Amendoeira, psicanalista; e o tradutor das obras de Zigmunt Bauman no Brasil, Carlos Alberto de Medeiros.

 


 

» Agosto
O Brasil é mundialmente conhecido como um país multicultural, miscigenado e que transparece ser um lugar onde as diferenças sociais são bem aceitas. Ainda que o multiculturalismo seja um fato, em terras brasileiras o racismo e outras formas de preconceito são bem presentes no convívio social. Assim, a FAP realizou o seminário “Representação Política e Ações Afirmativas”, em Salvador, que abordou diversas pautas que atingem os negros brasileiros.

O evento contou com os palestrantes Ivair Augusto Alves dos Santos, professor da Universidade de Brasília; o coordenador municipal de Políticas Raciais e LGBT da Prefeitura de Salvador, Leomar Borges; com o mestre em Ciências Jurídicas e Sociais pela Universidade Federal Fluminense (UFF), Carlos Alberto Medeiros; e também com o doutor em História Comparada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Ivanir dos Santos.

 

O mês de agosto também foi importante para a Biblioteca Salomão Malina, que voltou a ter o Cineclube Vladimir Carvalho, que é uma proposta de apresentação de filmes com temáticas sociais aberto ao público, em Brasília. A biblioteca também renovou o acervo e passou a contar com 6,5 mil livros para empréstimos.

 

 


 

» Setembro
Prosseguindo com a política de edições de livros, a FAP lançou  “Reformismo de Esquerda e Democracia Política”, de Luiz Sérgio Henriques, no Rio de Janeiro, uma parceria com a editora Verbena.

 


 

» Outubro
Um dos grandes objetivos da atual gestão da FAP era o lançamento da Revista Política Democrática no formato online, mais interativo e factual. A revista foi lançada no mês de outubro com diversos artigos e uma grande reportagem, feita por enviados especiais da FAP à Venezuela, abordando a crise humanitária e econômica que o país vive.

 


 

 

 

» Novembro
Levantamento da FAP mostrou que a Fundação investiu R$ 1,8 milhões em eventos político-culturais, reafirmando, desta forma, o compromisso em cumprir com sua missão: uma instituição aberta para análise, estudos e debates das complexas questões da atualidade, acessível a todo e qualquer cidadão.

» Confira abaixo o Relatório FAP Biênio 2016-2018

http://www.fundacaoastrojildo.com.br/2015/wp-content/uploads/2018/11/RELATORIO_FAP_BI%C3%8ANIO_2016_2018.pdf

Lançamento da segunda edição da Revista Política Democrática, abordando a vitória de Bolsonaro e com a reportagem especial da FAP com os moradores de rua de Brasília, “Drama nas ruas do centro do poder”.

 


 

» Dezembro
Com mais de 3,7 milhões de views no youtube, a audiência da TVFAP.net supera canais de entidades tradicionais, como de outras fundações, universidades e partidos.

“Creio que a TVFAP e o #ProgramaDiferente desempenham um papel importante nesse momento do Brasil, pois abordam de maneira leve, plural e democrática questões complexas, como as liberdades individuais e os direitos coletivos”, disse Mauricio Huertas, jornalista e diretor da TV.FAP, ao ser questionado sobre o sucesso do programa.

Lançamento da terceira edição da Revista Política Democrática.



» Confira abaixo o relatório de audiência da FAP  

DADOS DE AUDIÊNCIA DA FAP ENTRE NOVEMBRO DE 2016 A SETEMBRO DE 2018

FANPAGE – DADOS GERAIS – Links, matérias de outros sites, fotos, vídeos e transmissões ao vivo – (soma de todas as tabelas, I, II, III e IV)
• Curtidas: 25 mil seguidores
• Alcance: 401.282
• Visualizações: 58.560
• Engajamento: 16.808

FANPAGE – Transmissões ao vivo e vídeos (Produção FAP)
• Alcance: 179.355
• Visualizações: 58220
• Engajamento: 8.048

FANPAGE e SITE – Produções e eventos apenas da FAP  
• Engajamento: 9476
• Visualizações: 52.153
• Alcance: 216.350
• Visualizações das produções (matérias) no site: 33.697

SITE
• Visualização geral: 209.652
• Visualizações 2016 (nov e dez): 9.843
• Visualizações 2017: 79.044
• Visualizações 2018: 120.765

FAP Entrevista
• 30 pessoas entrevistadas entre dirigentes da FAP, intelectuais e políticos
• Visualizações no site: 14.667

Moscou não crê em lágrimas (Série de artigos sobre os jogos da Copa do Mundo)
• Visualizações no site: 3682 (22 artigos)

 


Planejamento Estratégico da Fundação Astrojildo Pereira (FAP) para 2018-2023

Neste mês, a FAP elaborou o planejamento estratégico que contou com a participação de membros do Conselho Curador, da Diretoria Executiva, do Conselho Consultivo, do Conselho Fiscal e funcionários. Foi definida como visão que a fundação deve “ser referência para a cultura e a política democrática no Brasil”. Para isso, a FAP deve desenvolver sua missão de promover o estudo e a reflexão crítica da sociedade, de maneira a construir referências teóricas e culturais relevantes para a defesa, consolidação e reforma do Estado Democrático de Direito. Os valores que devem guiar as relações internas e externas são a transparência, sustentabilidade, solidariedade, reformismo, ética, equidade, democracia e cosmopolitismo.

http://www.fundacaoastrojildo.com.br/2015/wp-content/uploads/2018/12/181120_relatorio_seminario_planejamento_estrategico_revisado.pdf

 

» Clique aqui e faça o download do Relatório do Seminário de Planejamento Estratégico da FAP 2018-2023

 

 

Privacy Preference Center