Inscreva-se no curso de formação política para candidatos, candidatas e suas equipes

Realizada pela FAP e pelo ITV, qualificação é destinada a filiados ao Cidadania ou ao PSDB, além de seus simpatizantes
Share on email
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
CARD__site

Cleomar Almeida, coordenador de Publicações da FAP

Candidatos e candidatas que vão concorrer às eleições 2022, além de suas equipes, podem se inscrever, a partir desta quinta-feira (5/5), no curso inédito de formação política realizado, em conjunto, pela Fundação Astrojildo Pereira (FAP) e pelo Instituto Teotônio Vilela (ITV). Vinculadas ao Cidadania e ao PSDB, respectivamente, as instituições são as primeiras a lançarem, juntas, a qualificação no país após a federação partidária. Vagas limitadas.

Com aulas ministradas por nomes renomados no país e destinado a filiados a um dos dois partidos e simpatizantes, o curso será realizado durante seis dias, de 23 a 27 de maio, com as últimas aulas marcadas para os dias 30 e 31 deste mês, das 19h às 20h30, por meio da plataforma Somos Cidadania, totalmente interativa, moderna e com design responsivo. O acesso é gratuito e exclusivo para os inscritos. 

As aulas inaugurais serão ministradas pelos presidentes nacionais do PSDB, Bruno Araújo, e do Cidadania, Roberto Freire. De forma estratégica, os dois líderes vão analisar a conjuntura política brasileira, destacando os principais aspectos que, na avaliação deles, são os grandes diferenciais para alcançar um posto na Câmara dos Deputados, no Senado, nas Assembleias Legislativas e na Câmara Distrital.

“Processo eficiente”

Além da análise do quadro político do Brasil, o curso vai oferecer uma série de habilidades para os candidatos saírem ainda mais confiantes na corrida das eleições 2022. Inclui desde noções operacionais sobre propaganda, marketing, redes sociais, contabilidade, finanças e direito eleitoral até discussões do papel do Congresso e dos deputados e senadores na democracia brasileira.

“Esse curso visa exatamente qualificar, preparar e treinar os nossos candidatos, tanto do Cidadania quanto do PSDB, para que consigam cumprir sua missão como candidatos: conseguir um processo eficiente de comunicação com a população levando conteúdo, a discussão do futuro do país, a defesa da democracia. É isso que o curso vai buscar”, diz o presidente do Conselho Curador do ITV, o economista Marcus Pestana, que foi deputado federal pelo PSDB-MG.

“Potencialização”

Presidente do Conselho Curador da FAP e ex-prefeito de Vitória (ES) por dois mandatos consecutivos, o médico Luciano Rezende destaca que o foco deve ser sempre “juntar o talento político à boa técnica de gestão”. “Esse talento político, que é inerente aos candidatos que vão disputar a eleição em outubro, terá uma potencialização com a formação política porque o curso tem um programa espetacular aplicado”, destaca ele.

Pestana ressalta, ainda, que os candidatos e suas equipes serão treinados para que se diferenciem e se destaquem daqueles que são oriundos de “partidos simplesmente cartoriais”. “A pessoa registra uma candidatura, sai pedindo votos, mas tem nenhuma identidade programática, e isso tem repercussões muito ruins para a democracia brasileira”, alerta o consultor do ITV.

O presidente do Conselho Curador da FAP observa que o Brasil vive uma crise de representação política enorme, “muito pela falta de capacidade técnica e de capacidade de fazer boa gestão”, seja no Legislativo seja no Executivo. “E, neste caso, nós estamos trabalhando com a capacitação de todos os candidatos a deputado federal, estadual e distrital, mas também receberemos de bom grado os pré-candidatos a senadores e governadores que desejarem participar”, acentua Rezende.

Saiba mais sobre os palestrantes

Análise da conjuntura política: 23/5

Bruno Araújo: formado pela Faculdade de Direito do Recife da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), foi eleito duas vezes deputado estadual e deputado federal por Pernambuco durante três mandatos consecutivos. Foi ministro das Cidades entre 2016 e 2017. Atualmente é o presidente nacional do PSDB.

Roberto Freire: presidente nacional do Cidadania 23, atuou como deputado estadual e federal por Pernambuco e São Paulo; senador por Pernambuco; líder do governo Itamar Franco; ministro da Cultura e candidato a presidente da República em 1989 pelo PCB.

Atividade parlamentar: 24/5

Carlos Sampaio: procurador de Justiça do Estado de São Paulo, é formado em direito pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas). Foi vereador (1993 a 1997), deputado estadual (1999 a 2023) e, desde 2003, é deputado federal por São Paulo.

Rubens Bueno: professor de formação, vice-presidente nacional do Cidadania, exerce o seu quinto mandato de deputado federal pelo Paraná, sendo o terceiro consecutivo.

Estratégias de campanha, comunicação e redes sociais: 25/5

Paulo Vasconcelos: natural de Belo Horizonte (MG), o publicitário Paulo Vasconcelos do Rosário Neto liderou a coordenação do marketing da campanha de Aécio Neves à presidência da República de 2014. Em 1995, assumiu a Secretaria de Comunicação do Governo de Minas Gerais. Atuou nas melhores agências de propaganda do país ao longo das últimas quatro décadas.

Sergio Denicoli: pós-doutor em comunicação digital, pesquisador da Universidade do Minho, em Portugal. CEO da AP Exata Inteligência Digital. Foi professor da Universidade Federal Fluminense (UFF) e, também, em Portugal, na Universidade Lusófona e na Universidade do Minho.

Legislação eleitoral: 26/5

Marilda Silveira: Doutora e mestre em Direito Administrativo pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Coordenadora do IDP Online e Professora dos cursos de graduação e pós-graduação da EDB/IDP. Membro do IBRADE, da ABRADEP e das Comissões de Direito Administrativo e Eleitoral da OAB/ DF (2015). Foi Assessora Jurídica de Ministros e da Presidência do TSE.

Arlindo Fernandes: servidor público, consultor legislativo do Senado Federal nas áreas de direito constitucional e eleitoral, desde 1996, é advogado e especialista em direito constitucional e em ciência política.

Arrecadação de campanha, contabilidade e finanças: 27/5

Guilherme Sturm: contador pela Fundação Educacional do Município de Assis (Fema), concluiu o MBA Executivo Internacional pela FGV-Chinese University Hong Kong e MBA em Gestão Estratégica do Agronegócio pela FGV. Sócio do Grupo Essent Negócios Contábeis e CEO da Essent Jus, startup especializada em Arrecadação e Contabilidade Digital para Partidos, Igrejas e outras entidades.

Marcelo Nunes: ex-servidor do TER-ES, professor e advogado especialista em direito eleitoral, com atuação nas eleições dos últimos 20 anos.

Mulheres na política: 30/5

Shéridan Oliveira: psicóloga e mestranda em gestão pública, é deputada federal por Roraima desde 2015. É presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher na Câmara Federal. Foi secretária da Promoção Humana e Desenvolvimento de Roraima de 2007 a 2014.

Eliziane Gama: senadora da República pelo Maranhão e líder da bancada feminina do Senado Federal. Esposa, mãe, cristã. Teve atuação destacada na CPI da covid-19. Foi deputada estadual entre 2007 e 2014 e deputada federal de 2015 a 2018.

A representatividade negra na política31/5

Gabriela Cruz: presidente do Tucanafro.

Kennedy Vasconcelos: Coordenador do Igualdade23 MG.

A mediadora será a ativista transexual Mariana Valentim.

Privacy Preference Center