PL das Armas: Autores de ameaças são atiradores e colecionadores, diz relator

Segundo Marcos do Val, um dos agressores já tinha o registro de três armas
Share on email
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Foto: Pedro França/Agência Senado
Foto: Pedro França/Agência Senado

Camila Zarur / O Globo

BRASÍLIA — O relator do projeto de lei denominado de PL das Armas, senador Marcos do Val (Podemos-ES), informou nesta quarta-feira que os autores das ameaças feitas a senadores críticos da proposta são dois homens que integram a categoria de Caçadores, Atiradores e Colecionadores (CACs). Eles foram identificados pela Polícia Legislativa, após os parlamentares denunciarem os ataques na semana passada. Levantamento feito pelo GLOBO identificou certificados que permitem a posse de armas a integrantes de milícias e grupos de extermínio, além de armeiros de facções do tráfico.

LeiaMorre aos 80 anos Cabo Anselmo, em São Paulo

No plenário do Senado, Do Val informou que um dos agressores já tinham o registro de três armas. Segundo o senador, ele perderá o direito a posse e porte de arma, além de deixar de ser categorizado como CAC. Do Val afirmou ainda que a polícia do Senado pretende indiciar o agressor, além de relatar o inquérito e enviá-lo à Justiça

Thank you for watching

Os alvos das ameaças foram as senadoras Eliziane Gama (Cidadania-MA), Simone Tebet (MDB-MS) e o senador Eduardo Girão (Podemos-CE). As senadoras relataram ter recebido e-mails com ameaças. As duas eram chamadas de “cadelas” nas mensagens.

LeiaMourão se filia ao Republicanos: ‘Não posso me dar ao luxo de abandonar o campo de batalha’

O projeto de lei, que tramita na Comissão de Constituição em Justiça (CCJ), pretende flexibilizar dispositivos do Estatuto do Desarmamento, facilitando a distribuição de armas. Por conta das ameaças, Do Val decidiu adiar a análise do projeto na CCJ.

O relator da proposta afirmou que os autores foram identificados pela Polícia Legislativa, conforme já havia dito o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), na segunda-feira. Segundo Do Val, um dos autores das ameaças estava em seu intervalo como vigilante quando fez a ameaça.

— De forma brilhante, em apenas um único dia, [a Polícia Legislativa] já conseguiu identificar um dos autores, que foi quem enviou a mensagem para a senadora Eliziane Gama. Ele é de Palmares, Maceió. É um CAC, é um vigilante também, estava no seu quarto de hora e achou que pudesse mandar uma mensagem ofendendo a nossa querida senadora Eliziane Gama.

Do Val, que leu parte do inquérito da Polícia Legislativa em seu discurso na tribuna, disse que as ameaças foram feitas no dia 9 de março, mesma data em que a senadora pediu vista do PL das Armas na CCJ.

O segundo autor das ameaças, de acordo com Do Val, é do estado de São Paulo e foi interrogado pela Polícia Legislativa. Na oitiva, ele confessou o crime, assim como o agressor identificado em Maceió.

LeiaBolsonaro é recebido com xingamentos e vaias por estudantes na Bahia

— Após o registro da ocorrência, a polícia do Senado obteve êxito em identificar o autor de fato, o que demandou o envio de uma equipe de policiais legislativos ao Estado de São Paulo para o colhimento do seu interrogatório. Durante a oitiva, o autor confessou as ameaças e disse estar arrependido. Também disse ter iniciado o processo para compra de arma de fogo — disse o senador, lendo o relátorio do inquérito da corporação.

Segundo Do Val, a polícia também vai pedir a suspensão do processo de compra de armas do agressor.

Fonte: O Globo
https://oglobo.globo.com/politica/autores-de-ameacas-contra-senadores-contrarios-pl-das-armas-sao-atiradores-colecionadores-diz-relator-25435674

Privacy Preference Center