Mansueto Almeida, especialista em contas públicas do presidente Michel Temer, fala sobre a crise econômica no #ProgramaDiferente

Share on email
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter

O economista Mansueto Almeida foi anunciado nesta terça-feira, 17 de maio, para ocupar a Secretaria de Acompanhamento Econômico do Ministério da Fazenda do presidente em exercício, Michel Temer. Ele é considerado um dos maiores especialistas em finanças públicas e ajudará o novo ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, na gestão e na formulação de políticas para a economia brasileira.

Nesta entrevista exclusiva ao #ProgramaDiferente, gravada no Rio de Janeiro, durante o evento “Saídas para a Crise“, promovido pelo PPS e pela Fundação Astrojildo Pereira em novembro de 2015, Mansueto fala exatamente da sua expectativa por um novo governo no Brasil, que ele previa (e acertou) para os seis meses seguintes, e das possíveis soluções econômicas que devem ser adotadas para enfrentar a crise. Assista.

Formado em economia pela Universidade Federal do Ceará (UFC), Mansueto Facundo de Almeida Júnior obteve seu mestrado pela Universidade de São Paulo (USP) e fez aulas de doutorado em Políticas Públicas no Massachusetts Institute of Technology (MIT), nos Estados Unidos.

Ele é técnico de planejamento e pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Já foi coordenador-geral de Política Monetária e Financeira na Secretaria de Política Econômica no Ministério da Fazenda (entre 1995 e 1997) e assessor da Comissão de Desenvolvimento Regional e de Turismo do Senado Federal (de 2005 a 2006).

Nas últimas eleições presidenciais, Mansueto fez parte da equipe de Armínio Fraga, que seria o ministro da Fazenda caso Aécio Neves, do PSDB, fosse eleito presidente da República. Mansueto também possui um blog no qual debatia questões relacionadas às contas públicas.

De acordo com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, o novo secretário realizará estudos relacionados principalmente com as despesas públicas, em sua qualidade e eficiência das despesas. “Vai fazer uma análise das contas públicas”, resumiu.

Privacy Preference Center