Diretores e conselheiros da FAP tomam posse comprometidos com ‘salto de qualidade’

Novos integrantes da Fundação Astrojildo Pereira aprovaram propostas para biênio 2020-2022.
Share on email
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
WhatsApp Image 2020-11-19 at 19.47

Novos integrantes da Fundação Astrojildo Pereira aprovaram propostas para biênio 2020-2022

Cleomar Almeida, assessor de comunicação da FAP

Integrantes da nova composição da diretoria e dos Conselhos Curador, Consultivo e Fiscal da FAP (Fundação Astrojildo Pereira) tomaram posse, nesta quinta-feira (19), na primeira reunião do biênio 2020-2022, em evento online transmitido no site e na página da entidade no Facebook. Na ocasião, eles também aprovaram, por unanimidade, o planejamento orçamentário da instituição e a criação de fundo de reserva, a fim de fortalecer a visão de ela ser referência para a cultura e a política democrática no Brasil.

Assista ao vídeo!

O novo presidente do Conselho Curador da FAP, médico Luciano Rezende, disse ser uma honra estar à frente do colegiado de “uma das fundações político-partidárias mais atuantes do país”. “Vamos contribuir muito com a formação de quadros”, afirmou, acrescentando que terá mais condições de colaborar com os trabalhos a partir de janeiro de 2021. Em dezembro, ele finda o seu segundo mandato como prefeito de Vitória (ES).

Em seguida, cada um dos conselheiros presentes se apresentou aos demais, destacando suas largas experiências em defesa de uma sociedade mais democrática, menos injusta, menos desigual e menos excludente. Todos se propuseram a fortalecer a missão da FAP de promover o estudo e a reflexão crítica da sociedade, para construir referencias teóricas e culturais relevantes para a reforma, a defesa e a consolidação do Estado Democrático de Direito.

Novo diretor-geral da FAP, Caetano Araújo explicou a necessidade de implementação de novo organograma da entidade, com reordenamento de recursos para a área de comunicação. “O aumento da área de comunicação se revelou fundamental neste período da pandemia”, ressaltou, detalhando como a criação de cargos de superintendente-geral, gerente de comunicação e de coordenadores de audiovisual, mídias digitais e de publicações deverá aumentar o alcance das ações da fundação junto à sociedade.

“A fundação tem, para implementar suas atividades, diversos instrumentos [de divulgação], como revistas impressas e online, publicações de livros e material audiovisual”, disse Araújo. “Para o próximo biênio, pretendemos dar salto de qualidade”, acrescentou. Ele lembrou, ainda, que o site da FAP já alcançou 201.203 acessos únicos, de janeiro a outubro deste ano, apenas com suas publicações.

Grupos temáticos

Os integrantes do Conselho Curador da FAP também concordaram com sugestão de a entidade criar grupos temáticos para discussão de questões relevantes e de interesse público. A proposta é de que, inicialmente, sejam criadas ao menos 20 comissões para debater, por exemplo, racismo e raça, meio ambiente, políticas econômicas e gênero, a fim de colaborar para sugestão e implementação de políticas públicas em cada área.

“O apelo que a gente faz é para que os conselheiros se engajem nos temas de sua referência ou proponham outros. Que todos estejam em contato permanente com outros com os quais há afinidade temática”, ressaltou o diretor-geral. Segundo ele, todas as ações da FAP serão amplamente divulgadas em notícias no site, nas revistas impressa e online, na TV FAP – que será criada futuramente – e nos eventos virtuais e, quando a pandemia do coronavírus passar, também em seminários e encontros presenciais.

A nova diretoria também definiu três temas que devem orientar a atuação da FAP, com base em grandes datas que serão celebradas em 2022: o Bicentenário da Independência, o Centenário da Semana de Arte Moderna e o Centenário da fundação do PCB (Partido Comunista Brasileiro), criado em 1922 e que, posteriormente, evoluiu para o PPS (Partido Popular Socialista), para o qual o Cidadania garantiu nova identidade política.

Planejamento

O diretor-financeiro, Raimundo Benoni, que também tomou posse nesta quinta-feira, explicou que o planejamento orçamentário da FAP foi pautado no planejamento estratégico, definido após a realização de três seminários online, e nas diretrizes da fundação. De acordo com ele, por causa da pandemia, o ano de 2020 tem sido atípico, mas vem deixando experiências interessantes em relação à diminuição de custos.

“A experiência mostra que as reuniões online são produtivas, e poderemos explorar um pouco mais isso para reduzir o custo”, afirmou Benoni. Segundo ele, a realização de encontros virtuais poderá reduzir em torno de 60% o gasto com despesas da direção da FAP. Ele também explicou que a criação de um fundo de reserva é importante para “garantir saúde financeira da fundação”.


CONHEÇA OS NOVOS DIRETORES E CONSELHEIROS DA FAP

DIRETORIA

  • Caetano Ernesto Pereira de Araújo (Diretor Geral) – DF

Graduado em Sociologia pela Universidade de Brasília (1976), mestrado em Sociologia pela Universidade de Brasília (1980) e doutorado em Sociologia pela Universidade de Brasília (1992). Atualmente é consultor legislativo do Senado Federal. Tem experiência na área de Sociologia, com ênfase em Teoria Sociológica e Sociologia Política.

  • Raimundo Benoni Franco (Diretor Financeiro) – MG

Ouvidor e Superintendente da CEMIG, com destaque no relacionamento com clientes e Instituições do Setor Elétrico, em especial a ANEEL – Agencia Nacional de Energia Elétrica. Foi secretário de Desenvolvimento e Integração do Norte e Nordeste do Estado de Minas e secretário Nacional de Infraestrutura Cultural no Ministério da Cultura.

  • Ana Stela Alves de Lima – SP

Membro do diretório municipal de Campinas (SP). Bancária, é presidente do Sindicato dos Bancários de Campinas (SP)

  • Ciro Gondim Leichsenring – SP

Psicólogo. Foi diretor financeiro da Fundação Astrojildo Pereira (FAP) na gestão 2018-2020.

  • Jane Monteiro Neves – PA

Professora da Universidade do Estado do Pará (UEPA), especialista em processos educacionais (2012 a 2013 – IEP/Sirio Libanês). Foi diretora de Extensão e coordenadora do curso de graduação em Enfermagem da UEPA. Também é diretora de Atenção Primária (Atenção a Saúde) da Secretaria de Estado de Saúde Pública do Estado do Pará.

  • Marco Aurelio Marrafon – MT

Doutor (2008) e Mestre (2005) em Direito do Estado pela Universidade Federal do Paraná – UFPR, com estudos doutorais (sanduíche) na Università degli Studi di ROMA TRE – Itália, sob orientação do Prof. Eligio Resta. Graduado em Direito pela Universidade Federal de Mato Grosso (2002). É professor da disciplina de Direito e Pensamento Político na graduação, mestrado e doutorado em Direito da Universidade do Estado do Rio de Janeiro – UERJ. Presidente da Academia Brasileira de Direito Constitucional – ABDConst. Foi coordenador da Jornada da Cidadania e da Jornada da Vitória.

  • José Frederico Lyra Netto – GO

Engenheiro Mecatrônico pela Unicamp, mestre em Políticas Públicas pela universidade de Harvard, ex-consultor sênior da FALCONI (principal consultoria brasileira de gestão), co-fundador do Vetor Brasil, Co-fundador do Movimento Acredito.


CONSELHOR CURADOR

Membros titulares:

  • Luciano Santos Rezende (Presidente) – ES

Médico pela Universidade Federal do Espírito Santo e pós-graduado em Medicina Esportiva pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Foi prefeito de Vitória por dois mandatos, vereador da cidade por quatro mandatos, secretário de Saúde e de Educação do município. Foi também secretário de Estado de Esportes e Lazer e deputado estadual.

  • Bazileu Alves Margarido Neto (Vice-Presidente) – SP

Engenheiro de produção e mestre em economia. Já foi presidente do Ibama (2007-2008), secretário de Fazenda de São Carlos-SP (2001-2002), chefe de gabinete da ministra de meio ambiente Marina Silva de 2003 a 2007 e atualmente é assessor econômico da liderança na Rede no Senado.

  • Juarez Amorim – MG

Médico, ex-secretário de Meio Ambiente de Belo Horizonte (MG), ex-diretor Metropolitano da Cia. de Saneamento de Minas Gerais (COPASA) e dirigente partidário do PCB, do PPS e do Cidadania.

  • Arlindo Fernandes de Oliveira – DF

Consultor Legislativo do Senado Federal nas áreas de Direito Constitucional, Direito Eleitoral e Processo Legislativo desde 1996. Bacharel em Direito, Especialista em Direito Constitucional e em Ciência Política. Foi assessor na Câmara dos Deputados, na Assembleia Nacional Constituinte e na Presidência da República e Analista Judiciário no Supremo Tribunal Federal.

  • Alexandre de Almeida Youssef – SP

Gestor Cultural. Coordenador do Bloco da Cultura. Mestre em Filosofia Política, graduado em Direito. Autor de “Novo Poder: Democracia e Tecnologia” e “Baixo Augusta: a cidade é nossa”. Foi secretário de Cultura de São Paulo e fundador do Acadêmicos do Baixo Augusta e o Studio SP.

  • Alberto Aggio – SP

Historiador, professor titular da Unesp, ex-diretor da Fundação Astrojildo Pereira (FAP), organizador do Blog do Aggio – Horizontes Democráticos.

  • Dora Kaufman – SP

Professora do Programa Tecnologias da Inteligência e Design Digital da Faculdade de Ciências Exatas e Tecnologia da PUC SP. Pós-doutora pela COPPE-UFRJ e pelo TIDD PUCSP. Doutora ECA-USP com período na Université Paris – Sorbonne IV. Economista PUC-RJ. Professora convidada da Fundação Dom Cabral/FDC. Coautora do livro “Empresas e Consumidores em Rede: um Estudo das Práticas Colaborativas no Brasil” e autora dos livros “O Despertar de Gulliver: os desafios das empresas nas redes digitais”, e “A inteligência artificial irá suplantar a inteligência humana?”. Colunista da Época Negócios.

  • Eliana Calmon Alves – DF

Jurista e magistrada brasileira aposentada, primeira mulher a compor o Superior Tribunal de Justiça (STJ), no qual ocupou o cargo de ministra no período de 1999 a 2013. Também foi corregedora-geral de Justiça e diretora-geral da Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados ministro Sálvio de Figueiredo (Enfam). Atualmente, é advogada estabelecida em Brasília.

  • Eliseu de Oliveira Neto – DF

Psicólogo, psicanalista, psicopedagogo, professor universitário. Assessor legislativo do Senado Federal. Coordenador do Diversidade23 e de advocacy da Aliança Nacional LGBTI. Responsável pela criminalização da lgbtfobia, articulador do nome social no ensino básico, da doação de sangue por gays e mulheres Trans . Foi consultor da pauta LGBTI na BNCC.

  • George Gurgel de Oliveira – BA

Professor da UFBA,  da cátedra da Unesco em Sustentabilidade. Conselheiro do Instituto Politécnico da Bahia e da diretoria do Museu da Cultura Afro-brasileira da Bahia.

  • Ivair Augusto Alves dos Santos – SP

Químico, mestre em Ciência Política pela Universidade de Campinas (Unicamp), doutor em Sociologia pela Universidade de Brasília (Unb). Ex-diretor do Departamento de Direitos Humanos da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República.

  • Jane Maria Vilas Bôas – DF

Antropóloga, coordenadora de Comunicação da executiva nacional da Rede e fundadora do movimento Nosso Lago. Foi presidente do Instituto Brasilia Ambiental (2015 a 2017).

  • Leandro Machado da Rosa – SP

Cientista político pela Universidade de Brasília (UnB), possui mestrando em Administração Pública pela Harvard University. Professor na Fundação Getúlio Vargas e criador de organizações cívicas como Agora!, RAPS e TemMeuVoto.

  • Lenise Menezes Loureiro – ES

Advogada (está secretária Estadual de Gestão e Recursos Humanos do ES)

  • Ligia Bahia – RJ

Professora associada da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Possui graduação em Medicina pela UFRJ, mestrado em Saúde Pública pela Fundação Oswaldo Cruz e doutorado em Saúde Pública pela Fundação Oswaldo Cruz.

  • Luiz Carlos Azedo – DF

Jornalista e colunista político do Correio Braziliense e do Estado de Minas. Foi diretor-geral da Fundação Astrojildo Pereira (FAP). Trabalhou nos jornais O Globo (Rj), Diário Popular (SP), O Dia (RJ), Última Hora (RJ) e o Correio da Manhã (RJ). Dirigiu o semanário político nacional, Voz da Unidade. Ex-diretor da Companhia de Notícias (SP), foi apresentador do Programa 3 a 1 (TV Brasil) e comentarista político da TV Gazeta (SP).

  • Marcus Vinícius Furtado da Silva Oliveira – MG

Graduado em História pela Universidade Federal do Triângulo (UFTM) e mestre e doutor em História e Cultura Política pela Universidade Estadual Paulista (UNESP). É autor dos livros “Em um rabo de foguete: trauma e cultura política em Ferreira Gullar” e “A arquitetura fractal de Antonio Gramsci: História e política nos Cadernos do Cárcere”, ambos publicados pela FAP. Atualmente é professor de História nas escolas da rede privada de Uberaba (MG).

  • Maria Dulce Reis Galindo – RJ

Professora de Língua Portuguesa e Literaturas, ex-subsecretária de Cultura de Niterói, ex-chefe de gabinete do deputado estadual Comte Bittencourt, chefe de gabinete do Secretário de Educação do Estado do Rio de Janeiro (RJ).

  • Maria Terezinha Carrara Lelis – MG

Psicóloga, diretora do Instinto Ecos na Educação, desenvolvendo projetos com professores, mestre em educação. Na FAP, coordenadora do Encontro de Jovens Lideranças.

  • Sergio Basserman – RJ

Professor do Departamento de economia da PUC e coordenador estratégico do Climate Reality Project no Brasil.  Ex-diretor do BNDES,  ex-presidente do IBGE, do Instituto Pereira Passos, e do Jardim Botânico do Rio de Janeiro (RJ).

  • Sionei Ricardo Leão de Araújo – DF

Jornalista, especialista em história militar, autor do documentário Kamba race – notas sobre a questão racial no exército brasileiro. Foi coordenador do Conselho Nacional de Promoção da Igualdade Racial do Ministério dos Direitos Humanos/Seppir, entre 09/2017 até 02/2019, diretor do Departamento de Proteção ao Patrimônio Afro-Brasileiro (DPA) e presidente substituto da Fundação Cultural Palmares – 2019/2020.

  • Tibério Canuto de Queiroz Portela – SP

Jornalista, iniciou sua profissão no Jornal da Bahia. Chefe de redação da sucursal do jornal Movimento, presidente do Jornal Em Tempo, foi assessor parlamentar de Fernando Morais e Paulo Renato. Coordenador de comunicação da campanha Roberto Freire presidente, assessor sindical. Atualmente é coordenador da Roda Democrática.

  • Vinícius De Bragança Müller e Oliveira – SP

Doutor em História Econômica, mestre em Economia e Bacharel em História. Professor há 25 anos com experiência em educação básica, ensino superior e pós-graduação. Atualmente é professor do INSPER, da FECAP e do CLP. Autor de “Educação Básica, Financiamento e Autonomia Regional: Pernambuco, São Paulo e Rio Grande do Sul (1850-1930).


Membros Suplentes

  • Luzia Maria Ferreira – MG

Bióloga, pós-graduada em administração pública, primeira mulher presidente da câmara municipal de Belo Horizonte, foi deputada estadual e federal por Minas Gerais. Atualmente é secretaria de Desenvolvimento Social e Segurança Alimentar de Contagem (MG).

  • Cezar Rogelio Vasquez – RJ

Engenheiro de Produção pela UFRJ, mestre em Engenharia de Produção pela Coppe/UFRJ, MBA Finanças IBMEC, MBA liderança e gestão pública pelo CLP. Experiência no setor público e como dirigente do Sebrae.

  • Miguel Arcangelo Ribeiro – RJ

Advogado, presidente da fundação Educacilnale Cultural de Nova Iguaçu (RJ). Presidente do Cidadania em Nova Iguaçu, membro da executiva estadual do Rio de Janeiro, coordenador do cidadania na Baixada Fluminense. Pós-graduado em Direito do Consumidor pela Escola de Magistratura do estado do Rio de Janeiro.

  • Indaiá Griebeler Pacheco – SC

Advogada, especialista em direitos eleitoral, graduanda em filosofia pela UFSC e integrante do Renova BR.

  • José Maria Quadros de Alencar – PA

Graduado em Direito (UFPA), especialista em Planejamento do Desenvolvimento de Áreas Amazônicas (PLADES/NAEA/UFPA). É desembargador do Trabalho (aposentado) do TRT8 e consultor organizacional.


CONSELHO FISCAL

Membros titulares:

  • Benjamin Benzaquen Sicsú (Presidente) – DF

Engenheiro, trabalhou em governança municipais de SP e BSB (Sec. de Meio Ambiente em 1985), Estaduais e Federais (BNDES, Sec. Executivo do Ministro de Industrias e Comercio governo FHC,11 meses no cargo de ministro), vice-presidente para AL da Samsung (de 2003 a 2017), atualmente presidente do Conselho de administração da Fundação Amazonas Sustentável e conselheiro da Fundação Mathias Machline, escola de ensino técnico para jovens muito carentes com 1000 alunos e 94% de aprovação em ensino público superior.

  • Marluce Maria de Paula – SP

Advogada, ouvidora da Secretaria da Agricultura do Estado de São Paulo. É especialista em Direito Eleitoral e Direito Público.

  • Carlos Alberto Muller Lima Torres – DF

Professor aposentado do curso de Administração da UnB. Foi deputado distrital de Brasília entre os anos de 1990 a 1994. Criador do movimento Vamos pra Rua? de Brasília.

  • José Arnor Brito Silva – DF

Formado em História, foi membro da executiva do Plano Piloto e do diretório regional do PPS no Distrito Federal.


Membros Suplentes:

  • Paulo Morais Santa Rosa – DF

Médico e especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental. É assessor técnico da Câmara dos Deputados.


CONSELHO CONSULTIVO

  • Cristovam Ricardo Cavalcanti Buarque (Presidente) – DF

Engenheiro mecânico, economista, educador, professor universitário e político brasileiro filiado ao Cidadania. É o criador do Bolsa-Escola, que foi implantada pela primeira vez em seu governo no Distrito Federal. Foi reitor da Universidade de Brasília, de 1985 a 1989, governador do Distrito Federal, de 1995 a 1998, e eleito senador pelo Distrito Federal em 2002. Foi Ministro da Educação entre 2003 e 2004, no primeiro mandato de Lula, e reeleito nas eleições de 2010 para o Senado pelo Distrito Federal, com mandato até 2018. Desde 2020, é membro do grupo científico Justiça penal italiana, europeia e internacional do Iberojur, coordenado por Bruna Capparelli.

  • Nestor da Costa Borba (Sec. Executivo) – DF

Professor, economista, assessor parlamentar. Especialista em sustentabilidade e economia do setor público.

  • Alexandre Pessoa da Siva – SP

Engenheiro Químico, mestre em Química (Academia de Minas de Freiberg) e doutor em Ciências (USP). Coordenador de Estudos de Avaliação de Risco à Saúde Humana em áreas contaminadas.

  • Amílcar Baiardi – BA

Professor da Universidade Católica do Salvador (BA) e professor titular aposentado da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, atuando também como professor permanente do programa de pós-graduação em Ensino, Filosofia e História da Ciência, da Universidade Federal da Bahia e da Universidade Estadual de Feira de Santana.

  • Anderson Martins – DF

Assessor Técnico Legislativo nas áreas de viação, transporte, trânsito e mobilidade urbana, fiscalização financeira e controle e de esporte na Câmara dos Deputados.

  • André Gomyde Porto – ES

Presidente do Instituto Brasileiro de Cidades Inteligentes, Humanas e Sustentáveis. Estrategista, empreendedor e pesquisador, com importante experiência em gestão estratégica de projetos complexos para o desenvolvimento econômico e para a inovação.

  • Any Machado Ortiz – RS

Advogada, exerce atualmente o mandato de deputada estadual do Rio Grande do Sul (RS) pelo Cidadania.

  • Elimar Pinheiro do Nascimento – DF

Sociólogo, cientista político e cientista socioambiental, professor dos Programas de Pós-Graduação de Desenvolvimento Sustentável, do Centro de Desenvolvimento Sustentável da Universidade de Brasília (CDS/UnB) e de Ciência do Ambiente e Sustentabilidade da Amazônia do Centro de Ciências Ambientais da Universidade Federal do Amazonas (CASA/UFAM).

  • Gisele Louise Serzebelo Correa Santoro – DF

Coreógrafa. Foi professora na Alemanha, na Itália, no Paraguai e nos Estados Unidos. Coreógrafa e maitrê de balé em pelo menos 11 cidades do mundo. É membro do Conselho Internacional da Dança da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

  • Hamilton Garcia de Lima – SP

Cientista político, professor associado em Ciência Política da Universidade Estadual do Norte Fluminense (UENF).

  • Henrique Mendes Dau – SP

Estudante de Economia pelo Insper e coordenador político da Juventude do Cidadania23 no estado de São Paulo.

  • Carlos Alberto Ivanir dos SantosRJ

Pós- doutorando em História Comparada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (PPGHC/UFRJ). Doutor em História Comparada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (PPGHC/UFRJ. Pedagogo pela Notre Dame. Membro da Associação Brasileira de Pesquisadores Negros (ABPN). Pesquisador do Laboratório de História das Experiências Religiosas (LHER-UFRJ) e no Laboratório de Estudos de História Atlântica das sociedades coloniais pós coloniais (LEHA-UFRJ).

  • João da Costa Falcão Neto – BA

É produtor da banda A Cor do Som e do artista Armandinho Macedo, além de ser vice-presidente da ABRAFEST (Associação dos produtores de festivais de jazz, blues e música instrumental). É bacharel em Direito..

  • José Antônio Segatto – SP

Professor titular da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.  Tem graduação em História pela Universidade de São Paulo (1978), doutorado em História Econômica pela Universidade de São Paulo (1993) e Livre-Docência pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1999). Tem experiência na área de Sociologia, com ênfase em Sociologia do Desenvolvimento, atuando principalmente nos seguintes temas: democracia, cidadania, literatura, política, socialismo, revolução e classes sociais

  • José Arlindo Soares – PB

Sociólogo, professor aposentado do Depto. de Ciências Sociais e do Programa de Pós- Graduação em Sociologia da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e presidente do Centro Josué de Castro.

  • José Jorge Tobias de Santana – PR

Militante estudantil como origem, presidiu, nos anos 80, o Diretório Acadêmico Rui Barbosa, da hoje Universidade Cândido Mendes. Advogado com mais de 25 anos de experiência, atuando no consultivo e contencioso, com pós graduação em Administração Pública e Gerência de Cidades. É, também, ator, cantor, compositor e produtor fonográfico e musical.

  • José Luis da Costa Oreiro – GO

Professor associado do Departamento de Economia da Universidade de Brasília, Pesquisador Nivel IB do CNPq, pesquisador associado do Centro de Estudos do Novo-Desenvolvimentismo da FGV-SP, membro senior da Post Keynesian Economics Society ( Reino Unido), editor associado da PSL Quarterly Review (Itália) e lider do grupo de pesquisa Macroeconomia estruturalista do desenvolvimento cadastrado no diretório de grupos de pesquisa do CNPq. É autor do livro “Macroeconomia do Desenvolvimento: uma perspectiva Keynesiana”, LTC: Rio de Janeiro (2016).

  • Juliet Neves Matos – RJ

Graduanda em Ciências Sociais, com ênfase em Ciências Políticas e em Gestão Pública. Especialista em desenvolvimento institucional para o terceiro setor, tendo trabalhado em grandes organizações como Anistia Internacional e Cáritas Arquidiocesana.

  • Luciano de Freitas Pinho – SP

Sociólogo, assessor da Reitoria na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

  • Luiz Sérgio do Nascimento Henriques – MG

Tradutor e ensaísta, é um dos organizadores das “Obras” de Gramsci no Brasil.

  • Manuel Antônio Corrêa da Costa Thedim – RJ

Economista, foi subsecretário da Secretaria Municipal do Trabalho da Cidade do Rio de Janeiro, cofundador e diretor executivo do Instituto de Estudos do Trabalho e Sociedade. Tem interesse nas áreas de desenvolvimento integrado e sustentável territorial e em políticas públicas de desenvolvimento, que tenham ressonância no combate à pobreza e diminuição da desigualdade.

  • Maria Amélia Rodrigues da Silva Enríquez  – PA

Economista, PhD em desenvolvimento sustentável pelo Centro de Desenvolvimento Sustentável da Universidade de Brasília. Professora e pesquisadora da Faculdade de Economia da Universidade Federal do Pará. Ex-presidente e atual Conselheira Fiscal da Sociedade Brasileira de Economia Ecológica (ECOECO). De junho de 2011 a dezembro de 2018 atuou na gestão pública do Governo do Estado do Pará; como secretária adjunta de Estado nas Secretarias de Desenvolvimento Econômico, de Indústria, Comércio e Mineração e de Ciência e Tecnologia.

  • Mauricio Rudner Huertas – SP

Jornalista, líder RAPS (Rede de Ação Política pela Sustentabilidade), editor do #Suprapartidário, idealizador do #CâmaraMan e apresentador do #ProgramaDiferente. Foi repórter da Folha de S. Paulo, entre outros veículos, secretário de Comunicação do PPS e do Cidadania, e integrou a direção executiva da FAP.

  • Paulo Fábio Dantas Neto – BA

Professor Adjunto da Universidade Federal da Bahia e dirige o Centro de Recursos Humanos, órgão suplementar de pesquisa da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da mesma Universidade. Possui bacharelado em Ciências Econômicas pela Universidade Federal da Bahia (1978), Mestrado em Administração pela Universidade Federal da Bahia (1996) e Doutorado em Ciências Humanas – Ciência Política – Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro (2004).

  • Paulo Rogério dos Santos Baía – RJ

Técnico em estatística pela ENCE/IBGE, sociólogo pela UFRJ, mestre em ciência política pela UFF, Doutor em ciências sociais pelo CPDA/UFRRJ, estágio de pós-doutorado em História Social pela UFF. Professor da UFRJ. Ex-secretário de Estado dos Direitos Humanos do Rio de Janeiro

  • Pollyana Fatima Gama Santos – SP

Professora, pedagoga, pós-Graduada em Gerência de Cidades, mestre em Desenvolvimento Humano com especialização em Liderança Executiva para Primeira Infância, Neurociência e Educação Sistêmica. Escritora, reúne publicações de literatura infantil e participação em coletâneas. Atualmente é membro do Conselho Estadual de Educação de SP e Secretária de Educação no município de Ubatuba, litoral norte de SP.

  • Renata Eitelwein Bueno – PR

Vereadora de Curitiba em 2008 e a primeira deputada ítalo-brasileira a ocupar um cargo no parlamento italiano entre 2013 e 2018. Hoje é empresária e advogada internacional, atuando no escritório Pinelli Schifani localizado em Roma.

  • Raquel Nascimento Dias – CE

Gestora pública, ativista social, gerente de suporte técnico no Projeto Awurê. Foi assessora da Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Ceará (CE), assessora parlamentar na Assembleia Legislativa do Ceará, ex- coordenadora-geral de Educação para as Relações Étnico-Raciais do MEC (2017). Também foi conselheira nacional de Promoção da Igualdade Racial e conselheira Nacional pela Diversidade Religiosa, Secretária Nacional de Mulheres, coordenadora e co-fundadora do Igualdade e também do Diversidade no Cidadania.

  • Rogério Baptistini Mendes – SP

Professor na Universidade Presbiteriana Mackenzie. Pesquisador com interesse nas áreas da Sociologia Brasileira, do Pensamento Político Brasileiro e do Estado e do Desenvolvimento no Brasil. É doutor em Sociologia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp); mestre em Sociologia pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp); bacharel em Ciências Sociais pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp).

  • Sérgio José Cavalcanti Buarque – PE

Economista com mestrado em sociologia, professor da FCAP/UPE, consultor em planejamento estratégico com base em cenários e desenvolvimento regional e local, sócio da Multivisão-Planejamento Estratégico e Prospecção de Cenários e da Factta-Consultoria, Estratégia e Competitividade. É sócio fundador da Factta Consultoria. Fundador e membro do Conselho Editorial da Revista Será? É membro do Movimento Ética e Democracia.

  • Sérgio Camps de Morais – RS

Economista, foi vice-presidente do Cidadania-RS e membro do Diretório Nacional do Cidadania. Presidiu a Companhia Estadual de Distribuição de Energia Elétrica (CEEE) do Rio Grande do Sul.

Privacy Preference Center