Campanha de Filiação amplia presença do PPS nas cidades e organiza o partido para eleições municipais

Share on email
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
2016melhor

A Campanha Nacional de Filiação deflagrada pela direção nacional prossegue em todos os estados mobilizando dirigentes e a militância para que o partido tenha o maior número possível de candidatos a vereador e prefeito, sobretudo nas cidades com mais de 100 mil eleitores. Quem quiser disputar as eleições municipais de 2016 tem prazo até o dia 2 de abril do próximo ano para filiar-se.

Com a campanha, o PPS está se fortalecendo para o pleito e aumentando sua capacidade de representação da cidadania neste momento delicado da vida nacional em que o País enfrenta uma grave crise política, ética, econômica e social.

A Campanha de Filiação apresenta ainda o partido à sociedade como alternativa viável de poder nas cidades, seja na discussão de propostas para melhorar o dia a dia da população e na ação de prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e deputados do PPS em todo o País.

“O empenho na campanha é fundamental para aumentarmos a nossa presença nos municípios brasileiros, para sermos um partido forte, coeso e numeroso a fim de fazermos frente aos desafios que a atual conjuntura política e econômica nos impõe”, afirmou o secretário-geral, Davi Zaia.

Ele disse que essa mobilização de dirigentes e militantes é importante para qualificar o PPS como instrumento de organização da cidadania e de suas demandas, “quando se aproxima o momento de renovação dos Executivos municipais e Câmaras de Vereadores”.

O secretário nacional de Finanças, Regis Cavalcante, diz que Campanha de Filiação visa não só o crescimento do PPS, mas despertar o interesse e a participação da população na atividade política.

“As pessoas ficam indignadas e escandalizadas com a corrupção, com a crise econômica e política e acabam deixando de participar das decisões que dizem respeito à sua cidade em questões como saúde, educação e transporte, por exemplo. A campanha tem também esse objetivo, que é chamar a atenção sobre a possibilidade de mudarmos esse estado de coisas por meio da ação política que queremos valorizar”, afirmou.

Segundo ele, a insatisfação com os serviços públicos e a ação para melhora-los depende da participação da cidadania, começando pelas cidades. “A queixa é geral quando se trata de serviços públicos essenciais, por isso é necessário pensar as cidades para começamos a transformar uma realidade adversa aos interesses da sociedade”, disse.

Para Regis, a maioria das Câmaras de Vereadores só deixará de ser considerada “puxadinho do Executivo” quando a cidadania começar a cobrar e participar efetivamente da discussão do orçamento municipal, do Plano Diretor e do debate sobre a aplicação dos recursos públicos.

“Vamos promover eventos para debater com nossos filiados e as pessoas interessada o Poder Local e a Governança Democrática, questões essenciais para acabarmos com a indiferença e a descrença na política”, afirmou.

A Campanha Nacional de filiação vai até março do ano que vem e até lá uma série de eventos serão organizados pelo partido e a FAP (Fundação Astrojildo Pereira).

Conferência Nacional sobre as Cidades

Entre os dias 19 e 20 de março do 2016, em Vitória, o PPS e a FAP promoverão a Conferência Nacional sobre as Cidades com o objetivo de aprofundar a discussão entre os candidatos a prefeito, vice-prefeito e vereador do partido sobre os problemas e as soluções para os municípios brasileiros.

Os temas em debate no evento já definidos pelo Secretariado Nacional são finanças públicas (Parcerias Público-Privada), saúde, educação, mobilidade urbana, segurança pública e cultura.

“A conferência é uma preparação para os desafios que os eleitos em 2016 irão enfrentar quando assumirem o mandato. Será também uma oportunidade de conhecimento sobre o que o PPS pensa sobre os temas escolhidos para o evento”, disse Davi Zaia.

Segundo ele, o PPS e a FAP irão programar seminários regionais para a formulação de propostas a serem debatidas e aprovadas em Vitória, cidade governada pelo partido.

A conferência vai ser aberta também à participação do público em geral mediante inscrição prévia que estará disponível em breve. Zaia disse ainda que no evento serão apresentados “cases de sucesso” por especialistas em administração pública, prefeitos, vice-prefeitos e vereadores.

Fonte: Assessoria do PPS

Privacy Preference Center