Alon Feuerwerker: Ciência ou política?

Autoridades informam que as medidas de restrição e isolamento na pandemia são determinadas por critérios científicos.
Share on email
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Autoridades informam que as medidas de restrição e isolamento na pandemia são determinadas por critérios científicos. É o que qualquer marqueteiro recomendará dizer. Mas o receptor da informação tem o direito de acreditar ou não. Especialmente quando as mesmas autoridades vão mudando de uma hora para outra as medidas tomadas, mesmo sem ter havido nenhuma alteração de cenário.

A verdade é que o fechamento ou abertura de atividades parece, entre nós, depender mais da força do lobby que de qualquer outro fator. Um exemplo são os templos religiosos. A partir de certo grau de pressão política, passam a ser classificados como atividades essenciais. E fica uma dúvida, em particular: o que exatamente nas rezas e cultos não pode ser realizado à distância?

Por que as escolas podem funcionar bem com ensino remoto e os templos não podem fazer cultos online?

Desnorteadas pela emergência da segunda onda da Covid-19 Brasil afora, e pressionadas pela escassez de UTIs, as autoridades precisam mesmo tomar medidas. Tudo que possa dificultar a circulação do vírus é bom. Outra coisa boa seria evitar o uso do argumento da “ciência” para trazer alguma legitimidade à política pura e simples.

*Alon Feuerwerker é jornalista e analista político/FSB Comunicação

Privacy Preference Center